Skip Header

Agência do Censo anuncia controles de qualidade para o Censo de 2020

Agência do Censo dá continuidade à prática de avaliar a contagem decenal

Release Number CB20-CN.131 Portuguese / Português
COMPARTILHE:

7 de dezembro de 2020 — A Agência do Censo dos EUA anunciou planos atualizados para a divulgação de informações sobre a qualidade do censo e os seus primeiros resultados, o que inclui uma quantidade sem precedentes de indicadores de qualidade dos dados.

A cada década, a Agência do Censo conduz avaliações detalhadas sobre o censo e divulga uma variedade de índices de qualidade dos dados. Considerando os desafios impostos pela pandemia da COVID-19 ao Censo de 2020, a Agência do Censo pretende divulgar índices adicionais de qualidade dos dados.

Além dos índices de qualidade já planejados para divulgação, a Agência do Censo realizará outras avaliações sobre o Censo de 2020 nos próximos meses e anos:

  • Colaboração com especialistas externos para avaliar a qualidade dos dados.
  • Realização de avaliações e análises sobre as operações do Censo de 2020.
  • Comparação dos resultados do Censo de 2020 com outras contagens populacionais totais.

Todas essas iniciativas apoiam a avaliação da qualidade do censo ao analisar o processo, revisar os dados cuidadosamente e comparar os resultados a outros totais populacionais.

Índices de qualidade dos dados

A Agência do Censo pretende divulgar, pela primeira vez, os índices da qualidade dos dados sobre o país, os estados (states), o Distrito de Columbia e Porto Rico, além dos primeiros resultados do Censo de 2020, cujos dados serão usados na distribuição dos assentos na Câmara dos Deputados dos EUA. Esses índices incluirão informações sobre auto resposta, Seguimento por Falta de Resposta (NRFU por suas siglas em inglês) (o que inclui entrevistas com residências, entrevistas com representantes e enumerações a partir de registros administrativos), cálculo de contagens e índices sobre endereços classificados como "ocupados", "vazios" ou "para exclusão".

Os índices planejados vão além dos indicadores preliminares que a Agência do Censo já forneceu sobre o Censo de 2020, o que inclui índices de auto resposta (página disponível somente em inglês) com detalhes sobre o nível de tração, índices de conclusão (página disponível somente em inglês) iniciais em nível estadual, índices de conclusão sobre a carga de trabalho da operação NRFU (página disponível somente em inglês) para os escritórios regionais do censo (Area Census Office) e  índices de enumeração por uso de registros administrativos e entrevistas com representantes (página disponível somente em inglês) em nível nacional. Quando esses índices estiverem disponíveis, a Agência do Censo vai divulgá-los e comparar o Censo de 2020 ao Censo de 2010.

Especialistas externos

A Agência do Censo também está colaborando com grupos externos e independentes na avaliação da qualidade do Censo de 2020. Painéis formados por especialistas externos, que têm experiência específica em assuntos técnicos e relacionados, aconselharão a Agência do Censo no controle de qualidade, o que inclui o auxílio na revisão e avaliação dos planos, processos, procedimentos e índices propostos pela agência sobre a qualidade dos dados do Censo de 2020. Os especialistas externos revisarão os índices operacionais e as tabulações de contagem e dados característicos, começando com os dados em nível nacional e estadual e partindo para os dados subnacionais no início de 2021. Como o enfoque estará nos dados subestaduais e característicos, essa análise só poderá ter início depois de concluídos os dados sobre a distribuição de assentos na Câmara. Os especialistas com acesso aos dados internos da Agência do Censo terão um status especial juramentado, o que significa que eles farão o mesmo juramento e terão a mesma obrigação perante a lei a que os funcionários da Agência do Censo estão submetidos a fim de manter sob sigilo para o resto de suas vidas quaisquer informações que possam identificar o entrevistado pessoalmente.

Avaliações e análises

Nos próximos quatro anos, a Agência do Censo conduzirá avaliações e análises (página disponível somente em inglês) sobre as operações do Censo de 2020 e disponibilizará tais informações para o público. As avaliações operacionais documentarão como o Censo de 2020 foi conduzido ao examinar e fornecer índices sobre cada operação. A análise revisará, interpretará e resumirá a eficácia dos componentes do censo e seu impacto na qualidade dos dados, na cobertura ou em ambos os itens. Essa análise examinará uma variedade de tópicos:

  • A operação reformulada para a apuração de endereços.
  • A eficácia das opções de idioma disponíveis para resposta pela internet.
  • As dúvidas dos entrevistados sobre a privacidade e o sigilo das respostas fornecidas ao censo.
  • A contagem de crianças pequenas.
  • Estimativas de sistema duplo associadas à pesquisa de pós-enumeração.
  • Entrevistados que não falam inglês e residentes de residências complexas, o que inclui crianças pequenas.
  • Diversos aspectos do programa de Parceria e Comunicação Integrada.

Comparação a outros totais populacionais

Além de analisar o processo do censo por meio das atividades descritas acima, o censo é avaliado pela comparação com outros totais populacionais. Como ocorreu nas décadas anteriores, a Agência do Censo pretende divulgar produtos para tal finalidade, sendo que cada um tem seus próprios pontos fortes e fracos.

  • Análise demográfica — Em 15 de dezembro de 2020, a Agência do Censo divulgará a Análise Demográfica, que é uma série de estimativas da população dos EUA em nível nacional, divididas por idade, sexo e grupos limitados de raça e origem hispânica. Essas estimativas são geradas com o uso de certidões de nascimento e óbito, dados sobre migração internacional e registros do Medicare. As estimativas são feitas de maneira completamente independente das contagens do Censo de 2020. Além disso, a Agência do Censo pretende produzir vários conjuntos experimentais com estimativas de Análises Demográficas para fornecer avaliações adicionais sobre idade, raça e origem hispânica. Essas estimativas serão produzidas em 2021 e 2022.
  • Pesquisa de Pós-Enumeração — No momento, a Agência do Censo está conduzindo uma pesquisa de pós-enumeração para medir se algumas geografias ou alguns grupos demográficos determinados foram contados a menos ou a mais no Censo de 2020. A pesquisa realiza entrevistas independentes, perguntando para as pessoas onde elas estavam morando no dia 1º de abril para comparar essa informação com os resultados do censo. A pesquisa então estima a quantidade de pessoas e unidades domiciliares que não foram contadas no censo e a quantidade de pessoas que foram contadas de maneira equivocada, o que inclui quem foi contado mais de uma vez. A Agência do Censo pretende divulgar os primeiros resultados em novembro de 2021, publicando mais resultados em fevereiro de 2022.

A Agência do Censo verificará mais detalhadamente como os processos do Censo de 2020 funcionaram e como diferentes áreas geográficas e grupos populacionais foram contados. A Agência do Censo usará essas informações, assim como as oportunidades de inovação na próxima década, para se preparar para o Censo de 2030.

###

Contact

Escritório de informações para o público